‘Territórios Tradicionais Negros: Desenvolvimento e Enfrentamento ao Racismo’ será o tema do seminário da SEPPIR em Belém

quarta-feira 15 de maio de 2013

Evento acontece no dia 17 de maio, em Belém-PA, com participação da ministra Luiza Bairros na abertura. O seminário será transmitido ao vivo na Internet pelo endereço www.aids.gov.br/mediacenter

Com o tema ‘Territórios Tradicionais Negros: Desenvolvimento e Enfrentamento ao Racismo’, a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR) realiza o quinto seminário de uma série que acontece desde março, para promover a reflexão e o diálogo sobre inclusão racial no país. O evento acontece no dia 17 de maio, de 9h às 18h, em Belém do Pará.

A atividade Integra a programação comemorativa dos dez anos de criação da SEPPIR e a etapa preparatória para a III Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial – III CONAPIR, que acontece de 5 a 7 de novembro, em Brasília, com o tema Desenvolvimento e Democracia por um Brasil Afirmativo.

A abertura terá a presença da ministra da SEPPIR, Luiza Bairros, de representantes do governo do Estado e da Prefeitura Municipal, além da coordenadora de Igualdade de Gênero da Malungo – Coordenação das Associações das Comunidades Quilombolas do Pará, Luiza Betânia Alcântara, e da liderança tradicional de Matriz Africana, Mame’tu Nangetu, Oneide Monteiro Rodrigues.

A programação inclui duas mesas redondas. A primeira acontece a partir de 10h e tem como debatedores Wande Abimbola, professor emérito de Linguística e Línguas, fundador e presidente do Instituto do Patrimônio Ifá - Oyo, na Nigéria; Silas Nogueira, professor titular do Centro Universitário Moura Lacerda e pesquisador do CELACC-ECA-USP (Centro Latino-Americano de Comunicação e Cultura da Universidade de São Paulo); e Valdina Oliveira Pinto, professora, liderança tradicional de Matriz Africana, Makota Valdina.

A coordenação da mesa será feita por Silvany Euclênio, secretária de Políticas para Comunidades Tradicionais da SEPPIR.

Às 14h30, tem início a segunda mesa redonda, que tem como debatedores Débora Duprah, vice-procuradora Geral da República; Maria Rosalina Silva, vereadora de Queimada Nova/PI e titular da Coordenação Nacional de Quilombos – CONAQ; Alfredo Wagner, professor da Universidade do Estado do Amazonas, do Núcleo Cultura e Sociedades Amazônicas – CESTU e coordenador do Projeto Nova Cartografia Social. A mediação será de Edmilton Cerqueira, coordenador de Povos e Comunidades Tradicionais do Ministério do Desenvolvimento Agrário – MDA.

A programação segue com o debate, às 16h30, e o encerramento acontece às 18h.

Tempo real – O Seminário ‘Territórios Tradicionais Negros: Desenvolvimento e Enfrentamento ao Racismo’ terá transmissão on line pelo endereço www.aids.gov.br_mediacenter

Agenda – Para discutir ‘Oportunidades para a Juventude Negra’, Porto Alegre sedia o último evento da série, no dia 24 de maio.

Coordenação de Comunicação da SEPPIR

apoio Apoio da Fundação Ford

Créditos | Admin