Salvador sedia Fórum Internacional de Educação, Diversidade e Identidades

quarta-feira 17 de novembro de 2010

Salvador vai receber, de 25 a 27 de novembro, educadores e especialistas de vários países para discutir educação, diversidade, identidades, gênero e raça no maior evento sobre o tema já realizado na capital baiana. O I Fórum Internacional de Educação Gênero, raça e educação nos países da diáspora africana depois de Durban*, vai reunir 560 pessoas no Hotel Pestana.

Para ministrar palestras, mini cursos e mediar as mesas redondas foram convidadas representantes de governos e entidades do Brasil, Filadélfia e Nigéria.

Já na abertura estarão presentes autoridades no assunto a exemplo da ialorixá Stella de Oxossi, do Terreiro Axé Opô Afonjá, o secretário municipal da Educação de Salvador, Carlos Ribeiro Soares, a Gestora do Fundo Municipal para o Desenvolvimento Humano e Inclusão Educacional de Mulheres Afrodescendentes (FIEMA), Adriana Nascimento e o presidente da TSEDAKAH Tecnologia e Humanidades, professor Phd Nelson Cerqueira.

* *

No mesmo ato, o presidente da Comissão Municipal para Assuntos de Imigrantes Africanos e Caribenhos do Município da Filadélfia (EUA), Stanley Straughter, e o* *professor Siyan Oyeweso, diretor da Faculdade de Ciências Humanas e Cultura, da Universidade do Estado de Osun (Nigéria) estarão representando as parcerias internacionais do encontro.

Ainda para o primeiro dia do evento, está programada a participação de representantes do Conselho Nacional de Educação* *e Fernanda Lopes,* *representante oficial de Programa em Saúde Reprodutiva e Direitos do Fundo de População das Nações Unidas – UNFPA.

Fruto de uma parceria da Secretaria Municipal de Educação (Secult), através do Fundo Municipal para o Desenvolvimento Humano e Inclusão Educacional de Mulheres Afrodescentes (Fiema) e Coordenadoria de Ensino e Apoio Pedagógico (CENAP), o evento foi idealizado e coordenado Tsedakah – Tecnologia e Humanidades, e também conta com o apoio da Editora IMEPH.

*Mesas temáticas*

Na primeira mesa temática será abordado o tema* “*Educação, antirracismo, política nacional e movimento social” contando com o apoio dos debatedores Oluwakemi Adesina, doutora, professora da Faculdade de Ciências Humanas e Cultura da Universidade do Estado de Osun (Nigéria), Ana Célia da Silva, doutora*, *professora da Universidade do Estado da Bahia – UNEB,* *Andréia Lisboa de Sousa, doutora,* *professora da Universidade Federal da Bahia – UFBA e Ana Carolina Querino,* *doutora, professora e Coordenadora de Direitos Econômicos do Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher – UNIFEM Brasil e Cone Sul. A mediação ficará a cargo da mestre* *Cláudia Cardoso*,* Professora da Universidade do Estado da Bahia - UNEB

O tema* *Gênero, Raça e Educação nos países da diáspora africana depois de Durban será debatido pela secretária de Promoção da Igualdade do Estado da Bahia*, *Luiza Bairros, a* *Professora do Departamento de Línguas Estrangeiras da Faculdade de Artes da Universidade Obafemi Awolowo (Nigéria), professora* *Rukayat Bestman,* *pela* *Diretora do Centro de Estudos Afro-Orientais – CEAO (UFBA), professora Paula Barreto e Lisa Aubrey PhD, doutora, professora Associada de Estudos Africanos e Afroamericanos e Estudos de Ciências Políticas da Universidade Estadual do Arizona (EUA). A mediadora será a professora mestre* *Ceres Santos,* c*oordenadora Executiva do Programa de Educação e Profissionalização para Igualdade Racial e de Gênero (CEAFRO) - CEAO (UFBA)

A programação do I Fórum Internacional inclui também a realização de mini-cursos tais como o que abordará o tema Gênero, raça e comunicação: papéis e representações e suas implicações na educação, ministrado pela professora doutora Judith Ray,* *Diretora Interina de Estudos Profissionais da Universidade Cheyney da Pensilvânia (EUA).

O encontro, segundo os organizadores, servirá de marco para a promoção e superação das discriminações, sejam elas da ordem do racismo, sexismo ou homofobia.

O mini-curso Saúde e educação no debate sobre a saúde da população negra na escola: experiências no tratamento da anemia falciforme na Filadélfia e na Bahia terão o monitoramento de Maria Cândida Queiroz*,* Coordenadora do Programa de Atenção às Pessoas com Doença Falciforme de Salvador e da professora mestre Lawrence Robinson,* *Presidente da Iniciativa de Lideranças Negras Nacionais contra o Câncer. As Relações de gênero e educação terá aula de Marli Josefina* *Rodrigues,* *Chefe de Setor de Políticas e Ações Afirmativas da Secretaria Municipal da Reparação – SEMUR.

Acompanhe as novidades sobre o FIEDI: www.fiedi.com.br

Siga o FIEDI através do twitterr: @fiedi2010

apoio Apoio da Fundação Ford

Créditos | Admin