IV Ciclo Nacional de Conversas Negras acontece em Belém do Pará no mês de agosto

segunda-feira 29 de julho de 2013

Estabelecer espaços formativos, como também visualizar mecanismos para o exercício do controle social relativo as políticas públicas para promoção da igualdade racial.

Durante três dias, 22 a 24 de agosto, diversos segmentos sociais terão espaço, escuta e voz para discutir, problematizar e propor caminhos tendo como base temas relacionados à descriminação e desigualdades raciais.

Iniciativa do Instituto Raízes de Áfricas, representação do movimento negro em Alagoas, o IV Ciclo Nacional de Conversas Negras: "Agosto Negro ou o Que a História Oficial Ainda Não Conta", o Agosto Negro, o (Black Agost) se constitui em ação de formação continuada, com o objetivo de não só de estabelecer espaços formativos, como também visualizar mecanismos para o exercício do controle social relativo as políticas públicas para promoção da igualdade racial.

Em sua quarta edição, o Conversas Negras acontece em Belém do Pará, tendo como articuladora local, a professora e Helena Rocha, coordenadora do Núcleo de Estudos Afrobrasileiros do IFPA- Campus Belém, como também Ana Paula Palheta Santana; Laura Helena Barros da Silva e Júlia Antônia Maués Corrêa, membros do NEAB/Belém. Construir Conversas Negras é criar possibilidades de reflexão e o redimensionamento da questão estrutural do racismo, não só nos currículos das escolas alagoanas, mas em todos os espaços formativos na busca de criar um processo de diálogo social que contemple e problematize temas relacionados com a descriminação e desigualdades raciais. E, sobretudo discutir o racismo como violência de caráter endêmico, implantada em um sistema de relações assimétricas, fruto da continuidade de uma longa tradição de práticas institucionalizadas. Consta da programação conferência, atrações afro-culturais, registros de experiências, exposições, lançamentos e palestras.

Contando com o apoio do Ministério de Educação, Fundação Cultural Palmares, Federação das Indústrias do Estado de Alagoas, Secretaria da Mulher da Cidadania e dos Direitos Humanos, as atividades do IV Ciclo serão realizadas no NEAB, localizado Av. Almirante Barroso,1155, Bairro: Marco- Belém. CEP 66.093-020 Bloco: E: Alto.

O (Black Agost) Agosto Negro

O (Black Agost) Agosto Negro surgiu na década de 70 na Califórnia, nos Estados Unidos, caracterizando-se como um mês de grande significado para a cultura negra por ser uma data de resistência contra à repressão e de esforços individuais e coletivos contra o racismo. Na época, o movimento foi comandado pelo grupo americano Black/New Afrikan Liberation Moviment e nasceu a partir de ações de homens e mulheres que lutaram contra as injustiças sobre os afro descendentes.

A repercussão positiva do movimento negro norte-americano originou adaptações do Black Agost à realidade local de outros países – como Cuba, Jamaica, África do Sul, França e Rússia – que enfrentam a discriminação e desigualdade racial.

Serviço: Para inscrever-se basta enviar um e-mail para neabifpa@gmail.com com cópia para raizesdeafricas@gmail.com.

A inscrição terá taxa simbólica de R$25.00 ( vinte cinco reais). Certificação de 25 horas.

Mais informações: Belém do Pará: (91)3201-1764/3201-1765 e em Maceió (82) 8827-3656.

apoio Apoio da Fundação Ford

Créditos | Admin