Cota para quilombolas é a novidade na UFPA

quinta-feira 30 de agosto de 2012

O CONSEPE, decidiu manter o que já vinha ocorrendo , ou seja, 50% de vagas para alunos/as egressos da escola pública, sendo que desses, 40% serão reservados à negros e negras. A única modificação foi a aprovação de 2 (duas) vagas para quilombolas, em todos os cursos - a exemplo do que já existe para indígenas (e deficientes).

O calendário do vestibular da Universidade Federal do Pará (UFPA) poderá ser adiado, caso o Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe/UFPA) não aprove o Edital do Processo Seletivo 2013 submetido para apreciação, ontem durante a reunião do conselho. A votação para a aprovação do edital será realizada dentro de duas semanas. Até então, a instituição confirma o calendário do vestibular 2013 para o dia 9 de dezembro, quando será realizada a segunda fase do certame. A primeira etapa – que compete ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) – será aplicada nos dias 3 e 4 de novembro. Entre as novidades deste ano está o acréscimo de duas vagas em todos os cursos de graduação para estudantes quilombolas.

A implantação do sistema de cotas para as comunidades quilombolas foi aprovada ontem pelo Consepe e começa a vigorar já a partir do Processo Seletivo 2013. Até então, as cotas incluíam apenas negros e pardos, pessoas com deficiência, estudantes de escolas públicas e indígenas.

Durante a reunião do Conselho, ontem, professores em greve e alunos da Escola de Aplicação (antigo NPI) realizaram uma manifestação para pedir o adiamento do vestibular, em virtude da paralisação dos professores que hoje completa 104 dias. Eles vestiram nariz de palhaço e estenderam faixas e cartazes.

(Diário do Pará)

apoio Apoio da Fundação Ford

Créditos | Admin