A Cor da Cultura inicia nova etapa em mais cinco estados

segunda-feira 29 de abril de 2013

Com foco em questões de gênero e juventude, projeto social de valorização do patrimônio cultural afro-brasileiro chega ao Pará, Maranhão, Espírito Santo, Goiás e Rio Grande do Sul

Foi dada a largada da terceira fase do projeto A Cor da Cultura, que visa contribuir para a implementação da Lei 10.639/2003. A norma determina a inclusão do ensino da história e da cultura afro-brasileiras no currículo escolar. Além da expansão para cinco novos estados – Pará, Maranhão, Espírito Santo, Goiás e Rio Grande do Sul –, esta etapa terá como foco o ensino fundamental e a educação infantil, assim como os temas relacionados à juventude e às questões de gênero.

Dois cadernos pedagógicos, programas inéditos das séries Livros Animados e Heróis de Todo Mundo com ênfase em personagens femininos e novos episódios do Nota 10 são as principais novidades dos cinco mil kits que serão produzidos e distribuídos ao longo de dois anos. Os programas poderão ser conferidos também na tela do Canal Futura em 2014.

Estão previstos ainda a participação de duas universidades brasileiras no projeto, que serão selecionadas por edital público, a produção do Livro do Aluno e o acompanhamento de 1.800 educadores formados em oficinas da etapa anterior. O objetivo é reforçar e atualizar o trabalho desenvolvido na segunda fase de A Cor da Cultura em seis estados (Ceará, Minas Gerais, Amazonas, Paraná, Mato Grosso e Pernambuco) por meio de seminários, cursos e visitas às escolas. De 2010 a 2012, a iniciativa alcançou 780 mil estudantes em 34 municípios e capacitou cerca de 26 mil profissionais da rede de ensino (professores, técnicos e coordenadores pedagógicos).

A Cor da Cultura é uma parceria entre Petrobras, Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR), Centro Brasileiro de Informação e Documentação do Artista Negro (CIDAN), Ministério da Educação, por meio da SECADI, Ministério da Cultura, por meio da Fundação Palmares, Fundação Roberto Marinho, via Canal Futura, e a TV Globo. Para mais informações, educadores e público em geral podem acessar o site www.acordacultura.org.br, que funciona como um ambiente de gestão, relacionamento e espaço para retirada de dúvidas sobre a temática.

Na televisão: O infantil Livros Animados vai ganhar dez episódios, de trinta minutos cada, com novas dicas que estimulam o hábito da leitura ao mesmo tempo em que proporcionam uma visão multirracial.

Experiências bem-sucedidas na área de educação vão conduzir os vinte programas inéditos, com duração de sete minutos, de Nota 10 – Especial A Cor da Cultura.

A série de interprogramas Heróis de Todo Mundo também retorna com homenagens às mulheres negras que integram a história do Brasil, personalidades famosas ou esquecidas pelos registros oficiais. Serão 15 novos episódios, de dois minutos cada.

O que é o A Cor da Cultura? Iniciado em 2004, em consonância com a Lei 10.639/2003, A Cor da Cultura produz conteúdos audiovisuais e pedagógicos visando tirar a história da população negra da invisibilidade tanto na tela da televisão quanto nas salas de aula. Para tal, alia exibição nacional de programas sobre a temática ao uso desse conteúdo na formação de educadores.

Fonte: Seppir

apoio Apoio da Fundação Ford

Créditos | Admin