100 vezes Cláudia

quinta-feira 20 de março de 2014

Cláudia nasceu em 1976, não tinha nem 40 anos. Era mesmo uma guerreira. Criava 4 filhos dela. Adotou 4 sobrinhos. Trabalhava em jornada tripla: a faxineira, a dona de casa, a mãe.

A mulher arrastada pela Polícia Militar tinha nome – Cláudia Silva Ferreira. Cláudia também tinha família. E sonhos, coragem, dores e medos como qualquer ser humano. As denúncias da barbárie ocorrida são importantes e elas não devem cessar. Mas fugir do sensacionalismo e humanizar esse momento também é. Por isso, nos propusemos a retratar Cláudia com mais carinho do que o visto nos últimos dias.

A convite da OLGA, alguns artistas gentilmente criaram imagens sensíveis, que se dispõe a resgatar a dignidade roubada por criminosos. Este projeto se chama 100 VEZES CLÁUDIA e é aberto para que qualquer um possa enviar suas homenagens. Ou seja, esperamos publicar aqui novas artes com frequência. Quem sabe não chegamos a 100? Por fim, gostaríamos de imprimir algumas das ilustrações e enviar à família de Cláudia. Quer participar? Escreva para olga@thinkolga.com.

Visite a Galeria: http://thinkolga.com/2014/03/19/100...

apoio Apoio da Fundação Ford

Créditos | Admin